segunda-feira, 25 de julho de 2011

Meus bons amigos

Quarta-feira passada foi o Dia do Amigo e eu não tive tempo de escrever um post à altura dos meus ...
Gostaria de ter feito uma homenagem para os velhos, os novos e os eternos, mas foi uma semana de grandes mudanças na minha vida e o post acabou ficando pra depois.
O post, não os meus amigos.
Até mesmo porque acho o Dia do Amigo uma data tão comercial quanto qualquer outra. 

Claro que é muito gostoso comemorar o dia dos namorados, dos pais, das mães e do amigo ... serei até hipócrita se disser que não compro presente, mas não acho necessário a existência de uma data estabelecida pra que possamos lembrar de pessoas tão especiais nas nossas vidas. Acho péssimo ver aquele filho que trata mal os pais o ano inteiro chegar na casa da mãe com um presente embaixo do braço, pronto pra "filar a bóia".
Não é certo.

Lembro dos meus amigos todos os dias! Não de todos de uma vez ... mas frequentemente alguma coisa do dia-a-dia me faz pensar em cada um particularmente de uma maneira carinhosa e sem previsão. Pode ser uma música, uma frase, uma situação ... 
Sinto saudade, ligo, combinamos de sair em uma quarta-feira e morremos de dar risada.
Dia do Amigo é muito mais do que um recado no Facebook ... é um post-it cravado na memória pra sempre. 
Todos os dias.


Aos meus amigos,
FELIZ DIA DO AMIGO!



Meus bons amigos (Barão Vermelho)
Meus bons amigos, onde estão?
Notícias de todos quero saber
Cada um fez sua vida
De forma diferente
Às vezes me pergunto
Malditos ou inocentes?
Nossos sonhos, realidades
Todas as vertigens, crueldades
Sobre nossos ombros
Aprendemos a carregar
Toda a vontade que faz vingar
No bem que fez prá mim
Assim, assim
Me fez feliz, assim...
O amor sem fim
Não esconde o medo
De ser completo
E imperfeito...
Meus bons amigos, onde estão?
Notícias de todos quero saber
Sobre nossos ombros
Aprendemos a carregar
Toda a vontade que faz vingar
No bem que fez prá mim
Assim, assim
Me fez feliz, assim...
O amor sem fim
Não esconde o medo
De ser completo
E imperfeito
Não, não, não
O amor sem fim
Não esconde o medo
De ser completo
E imperfeito...



2 comentários:

  1. Leila Aparecida Reis1 de setembro de 2011 18:03

    Acho que fiquei agradecida... acho que a mensagem foi pra mim também... E fala a verdade, que dia de amigo você teve, não é mesmo? Mais que tia, mais que "chefa", quero dizer, "ex-chefa", gostaria de ser sempre uma amiga pra você e poder passar muitos e muitos dias do amigo ao seu lado! Você é encantadora e me remete ao mundo da fantasia, neste meu mundo tão realista! Obrigada por sua existência.

    ResponderExcluir